sábado, 30 de março de 2013

Yoga e alinhamento postural


Yoga com bambu

Inspirada nas artes marciais, a técnica ajuda no alinhamento e dá consciência corporal


Blocos, cinto, cadeira, parede e agora é a vez do bambu a ser utilizado como um prop em práticas de Yoga. Alguns professores de Iyengar Yoga já utilizavam o bastão e até mesmo o bambu para alinhar algumas posturas. O professor Júlio Fernandes, praticante há 27 anos, especializado em Yoga, biomecânica e prevenção de lesões do Centro Shivapoint (SP), inspirou-se nas artes marciais para introduzir este artefato nas suas aulas. “Em julho de 1999, eu estava em Nova York, encontrei no Central Park um chinês fazendo uma preparação física com o bambu e pensei: ‘Por que não usar o bambu para ajudar no alinhamento dos asanas?’” 

A sua idéia é utilizar o bambu como um acessório para auxiliar o praticante a trabalhar o alinhamento, principalmente o da coluna e de grupos musculares específicos, além de desenvolver a consciência corporal. “O bambu permite tanto ao professor quanto ao aluno que se trabalhe de maneira segura e acessível. O acessório auxilia na precisão e na execução das posturas, eliminando tensões e melhorando a circulação”, diz. O bambu pode ser usado para fortalecer várias regiões do corpo, inclusive aquelas que foram lesionadas na prática de alguns esportes ou nas aulas de Yoga, como a lombar, os músculos deltóides, joelhos e coxas. 

O professor enfatiza que o bambu também é usado para desenvolver consciência da respiração baixa, média e alta durante a prática de pranayamas. “Além disso, o bambu tem uma energia maravilhosa, pois representa a força oriental e a leveza, além de levar o praticante à profunda interiorização”, afirma. Outros estúdios em São Paulo que já utilizam o bastão ou o bambu na prática de Yoga são o Surya Yoga (www.suryayoga.com.br) e o Yoga Dham (www.yogadham.com.br). O professor Júlio Fernandes ministra workshops em que ensina técnicas de uso do bambu.  

Mais informações: (11) 3159-5106 e www.shivapoint.com.br

quarta-feira, 27 de março de 2013

Aceitação e sua Afirmações

Nem Corpo nem Alma, sentimento de Calma
ou de agitação: 
Nada, por si só é completo!
Apenas o homem em promoção
De valores maiores que apenas uma visão.
Sapiência, ciência, Paciência,
do que mais precisa a humanidade
Para viver saudável
Por toda a eternidade?





Aceito a PRESENÇA da Vida Divina expressando-se através de mim.
Aceito meu direito a Vida!
Aceito meu direito de viver em Paz!
Aceito meu direito de conhecer e receber o Amor!
Aceit que quando não escolho a Alegria, a Paz, o Amor como base da minha Vida, estou escolhendo uma realidade que não é Divina.
Acima de tudo, escolho aceitar a Vontade a Alegria, o Amor Divino como essência de quem SOU e esta é a base de minha Vida.

Por isso agradeço por lembrar-me :
Aceitar é um sinal de coragem.
Aceitar me dá poder de escolher consciente.
Aceitar uma situação não significa, necessariamente, gostar dela!
Escolher por mêdo não é aceitar.
Escolher por raiva, não é aceitar.
Aceitar exige que se confie no Divino.
Aceitar significa que sou paciente comigo, com os outros e com os processos da Vida!




Os processos das enfermidades não chegam a nós como como punição dos céus, mas sim, como consequências dos pequenos desequilíbrios diários que praticamos contra a Natureza, das coisas e de nós.




Se alguém busca a saúde, pergunte-lhe primeiramente se está disposto a evitar, de agora em diante, e para seu futuro, as causas da enfermidade; em caso cotrário abstenha-se de tentar ajudá-lo.

Yoga para pressão alta


Práticas que ajudam a evitar a hipertensão
 



Se você tem pressão alta ou corre o risco de ter, posturas de Yoga, respiração e meditação podem ser ferramentas poderosas de autocuidado. Vários estudos mostraram que o Yoga pode levar a significativas reduções de pressão, graças à sua habilidade de acalmar o estresse, que pode causar picos de pressão alta e desenvolver a doença em longo prazo.

Pesquisadores da escola de medicina da Universidade da Pensilvânia estão conduzindo um grande estudo de Yoga e outras intervenções de estilo de vida. Se você sofre de pressão alta, seu médico também vai recomendar uma dieta de frutas e vegetais e pouco sódio, e fazer exercícios aeróbicos moderados diariamente.

Se você é uma pessoa intensa, que faz muitas atividades, a prática mais curativa pode ser aquela que o deixa se desfazer. Isso não significa que precisa desistir das aulas de Vinyasa. Tente alternar dias de prática ativa com práticas calmas, e especialmente inclua flexões e respirações lentas e profundas. Comprometa-se com uma sessão restaurativa semanal com postura de relaxamento pelo menos por 5-10 minutos, cultivando a habilidade de soltar a tensão, diminuir a respiração e acalmar a tagarelice da mente.
Carol Krucoff é yogaterapeuta na Carolina do Norte 


Posturas calmantes
Se tem pressão alta, inclua estas posturas em sua rotina

1.    Postura da criança com apoio

Estenda seu tronco em um bolster ou cobertor dobrado. Ajuste para um conforto completo.

2.    Postura da pinça com apoio 
Sente-se em um cobertor dobrado e estenda as pernas à sua frente. Flexione a frente e descanse a testa e os braços flexionados em uma cadeira ou bolster.

3.    Posturas das pernas na parede 
Deite-se no chão com as pernas na parede ou em uma cadeira, braços ao longo do corpo, palmas para cima. Se quiser, coloque uma almofada nos olhos e em cada mão.




Bom Saber
Dormir profundamente doma a pressão sanguínea
Pesquisadores médicos descobriram outra razão para dormir bem. Em estudo recente de três anos, homens que dormiam profundamente com regularidade eram menos propensos a desenvolver pressão alta do que os que tinham sono leve e perturbado.

Por: Carol Krucoff


Asanas para fazer sozinho para não deixar que sua pressão chegue nas alturas



Asanas para fazer sozinho para não deixar que sua pressão chegue nas alturas


Nosso coração bombeia o sangue para todos os órgãos do corpo através das artérias. A pressão arterial é a força que o sangue exerce nas paredes dos vasos sanguíneos. Quanto mais alta essa força, mais alta sua pressão. A pressão arterial normal precisa ser abaixo de 130/85mmHg (conhecida popularmente por 13 por 8). Se ultrapassar esse limite, é considerada pressão alta. Esse problema tem atingido muitas pessoas, especialmente, os homens. 

Apesar de ser mais comum no sexo masculino, as mulheres também sofrem de hipertensão arterial. A falta de exercícios, a obesidade, o estresse e a alimentação desordenada são algumas causas da pressão alta em ambos os sexos. Segundo estimativa do Ministério da Saúde, cerca de 40 milhões de brasileiros têm problemas de hipertensão. A grande maioria deles não sabe e só descobre a doença quando tem algum problema cardíaco. Dos que sabem do problema, apenas 10% segue tratamento indicado pelo médico. 

Yoga e o controle da pressão 
Além de praticar exercícios, manter o peso e alimentar-se direito (com alimentos saudáveis e pouco sal), o Yoga também pode ajudar a diminuir a pressão; consegue ver os resultados nos praticantes. 
 O praticante não precisa começar forçando. A evolução deve ser progressiva para não gerar problemas, principalmente lesões. “Osasanas devem ser praticados progressivamente. 
Isso significa começar (na prática diária) com um minuto de permanência e ir aumentando meio minuto por semana ou até um pouco menos, dependendo do caso”, orientou o professor. 

Não é qualquer asana que vai ajudar o hipertenso a abaixar a pressão. Existem alguns que são indicados para o problema. Sandro aponta:

Os melhores para combater a hipertensão são o Sarvangasana e o Halasana. Se o problema já é crônico, pode-se praticar primeiro o Halasana e depois o Sarvangasana”. 

E qual o efeito das posturas sobre o corpo para que a pressão sanguínea diminua? O professor explica: “OSarvangasana é chamado a mãe dos asanas, pois como uma mãe nutre o filho. Essa postura nutre o metabolismo e ajuda não só na hipertensão, mas também a integrar a comunicação e, conseqüentemente, as funções dos sistemas nervoso, glandular endócrino e imunológico. A posição da cabeça é firme nesta postura invertida, devido ao apoio dos ombros, em virtude disso o seu suprimento de sangue é regulado pelo ângulo do queixo e os nervos são acalmados. Este é um poderoso efeito calmante que os que sofrem de hipertensão são beneficiados bem como aqueles que sentem irritabilidade, esgotamento nervoso e insônia. Estes efeitos benéficos tornam o sistema nervoso mais resistente ao stress e sabe-se que o maior causador da hipertensão são os agentes estressantes do dia a dia. Vários destes efeitos destacados noSarvangasana” são também comuns no Halasana”.

Tome cuidado apenas com alguns asanas, pois são contra-indicados para hipertensos. “Todos aqueles que colocam o praticante de yoga com a cabeça para baixo, em especial o Sirsahasana (o pouso sobe a cabeça), não devem ser feitos”.

Veja abaixo a explicação dos dois asanas indicados pelo professor.

Sarvangasana (Pouso sobre os Ombros)
Deite-se de costas no mat. Estenda os braços ao longo do corpo. Dobre os joelhos, deixando os pés próximos aos ísquios. Pressione as mãos no chão e tire os pés do chão. Continue levando os pés em direção ao teto, curvando as costas. Inspire, levante o quadril do chão e estique as pernas para cima. Coloque os cotovelos no chão e as mãos nas costas para apoiá-las. Deixe o peso sobre os ombros e não sobre o pescoço. Mantenha-se na postura por algumas respirações.

Halasana (Postura do Arado)
Quando estiver no Sarvangasana, expire e vá levando as pernas para trás. Tente manter seu torso perpendicular ao solo. Estique bem as pernas e coloque os dedos dos pés no chão, ficando dobrado para trás. Tente levar seu quadril mais para cima. Se quiser, pode colocar as mãos no chão. Mantenha a postura por algumas respirações.




ABC do Yoga


Novo no mundo do Yoga? Organizamos um dicionário para ajudar a entender alguns conceitos



Organização: G. Costa
Ilustração: Gustavo Peres

advaita
“Não-dualismo”. O Advaita Vedanta é um sistema metafísico exposto nas escrituras antigas chamadas Upanishads e outros textos baseados nelas.

ahimsa
“Não-violência”. Um dos cinco yamas, proscrições ou preceitos de conduta do Yoga de Patañjali.

aparigraha
não possessividade, desapego. Um dos cincoyamas do Yoga Clássico.
asana
“Postura”, “assento”. Exercícios psicofisiológicos do Yoga, definidos pelo sábio Patañjali como sthirasukham, firmes e agradáveis. Este termo se presta a duas interpretações: por um lado, asana significa lugar para sentar, assento de meditação e, consequentemente, as posturas que o praticante assume para concentrar-se, meditar ou fazer exercícios respiratórios. Por outro, as formas “físicas” do Hatha Yoga (lê-se “âssana”).
ashram
Comunidade de praticantes de Yoga.
asteya
“Não-roubo”. Um dos cinco yamas, preceitos éticos do Yoga. Asteya significa não roubar, não cobiçar ou invejar bens ou conquistas de outrem.
atman
“Ser”. Eu, anima, alma, princípio auto organizador do ser.
avidya
“Não-saber”. Ignorância metafísica. O maior dos obstáculos à iluminação (samadhi), pois é nele que se originam todos os outros, conforme o Yoga Sutra.
bandha
Contrações de plexos, nervos, órgãos e glândulas, que funcionam como interruptores do fluxo energético no organismo. Exemplos: jalandhara (contração da garganta), uddiyana (contração do abdome) e mula(contração do assoalho pélvico). Por meio dessas contrações, o praticante força o ar vital apana vayu a ascender, e o vayu prana a descer, confluindo ambos na altura do umbigo.
bhastrika
Técnica de pranayama conhecida como “respiração do fole”.
bolster
Almofadão usado como acessório em práticas de Hatha Yoga.
brahmacharya
Continência, não desvirtuar a sexualidade. Um dos yamas.
chakra
“Roda”, “disco”. Os chakras são centros de captação, armazenamento e distribuição da força vital no corpo sutil. O organismo funciona como um receptor de prana cósmico, captando energia do ambiente por meio dos chakras. Existem milhares de pequenos chakras no corpo, marmas, mas, para efeitos da prática, importam os sete principais, ao longo da coluna vertebral e na cabeça.
Chandra
Lua.
chitta
“Consciência”. No Yoga Sutra, chitta é a o poder interno que cria as sensações de cognição e retenção.
dharma
Retidão, justiça. Dever, valor ético. Aquilo que apoia, que mantém unidas as pessoas.
guna
As qualidades que definem, por meio da sua interação, todo o mundo manifestado. São três: tamas, imobilidade, inércia; rajas, atividade, ação; e sattwa, equilíbrio, perfeição.
guru
Mestre espiritual.
Hatha Yoga
Método de Yoga que almeja o despertar da energia potencial por meio do aperfeiçoamento e da purificação do corpo físico, da manipulação da força vital e das técnicas contemplativas.
Ishvara
Deus ou Senhor.
ishvarapranidhana
Entregar-se e oferecer todas as ações a Deus, sem apegos aos frutos das nossas ações. Quinto preceito ético (niyama) do Yoga clássico.
japa
Repetição mental ou verbal de um mantra com o objetivo de atingir estados superiores de consciência.
jñana
“Conhecimento”, “sabedoria”.
kaivalya
Estado último do Yoga, liberdade.
kapalabhati
Respiração do “crânio brilhante”.
karma
“Ação”. Este vocábulo deriva da raiz kr, que significa fazer, agir, criar. Karma pode traduzir-se como ação ou dever moral, o resultado das ações, a lei de causa e efeito. A teoria do karma afirma que a ação e a reação configuram dois aspectos da mesma realidade. Ao mesmo tempo, a noção de karma não tem nada a ver com fatalismo ou determinismo (embora o efeito esteja potencialmente contido na sua causa): muito pelo contrário, é uma realidade que pode ser modificada, uma espécie de destino maleável.
kirtan
Celebração, glorificação. Cânticos devocionais dirigidos às diferentes deidades hindus.
klesha
“Dor”. Os kleshas são os aspectos dolorosos da consciência, as misérias existenciais: ignorância, egoísmo, exaltação das paixões, aversão e medo da morte.
kumbhaka pranayama
Exercício respiratório em que a ênfase está na retenção da respiração.
Kundalini
Forma em que Shakti, a energia primordial, está presente no ser humano: a energia ígnea que permanece em estado latente na base da coluna na forma de uma serpente.
maha
Grande.
mantra
Som, palavra ou frase sagrada, geralmente usado como foco em práticas meditativas.
mat
Tapetinho, esteira para praticar as posturas de Hatha Yoga.
moksha
Libertação.
mudra
Selo. Um gesto de mão ou do corpo inteiro. Ou uma designação da parceira sexual feminina no ritual tântrico.
muni
“Silencioso”. Um asceta, representação da mais elevada espiritualidade.
nada
Som. O som interior que pode ser ouvido pela prática de Kundalini Yoga ou Nada Yoga.
nadi
“Rio”. As nadis são os 72 mil canais do corpo sutil por onde flui a força vital (prana). 
nadi shodhana
Purificação dos canais sutis. Pranayama de respiração alternada. 
namaste
Prestar homenagem, glorificar. É a interjeição de saudação na Índia.
nauli
“Rolamento”. Uma das seis purificações (shatkarmas), que consiste em fazer uma automassagem abdominal, isolando o músculo reto, pressionando os órgãos internos contra a espinha dorsal e elevando ao máximo o diafragma, ao mesmo tempo em que se imprime um movimento ondulante à musculatura do ventre. 
neti
Outra das seis purificações, é a lavagem das fossas nasais.
niyama
“Observância”. As cinco prescrições de conduta do Yoga Clássico: purificação (shauchan), contentamento (santosha), esforço concentrado da vontade (tapas), estudo de si mesmo e das escrituras (swadhyaya) e consagração a ishvara (ishvarapranidhána).
Om
O mantra original que simboliza a Realidade suprema e é anteposto a diversos sons mântricos. 
padmasana
“Postura do lótus”.
Patañjali
Codificador do Yoga Clássico (Ashtanga Yoga) e autor do Yoga Sutra.
prana
“Força vital”, “energia”; a respiração como manifestação externa dessa força vital sutil.
pranayama
“Expansão da força vital”, exercícios respiratórios.
pratyahara
Traduz-se como abstração ou retração dos sentidos, o quinto membro (anga) do caminho óctuplo de Patañjali.
props
Nome comum dos acessórios usados na prática de Hatha Yoga, como cinta e almofada.
puja
“Adoração”. A adoração ritual, um aspecto importante de muitas formas do Yoga, especialmente do Bhakti e do Tantra. 
Raja Yoga
“Yoga real”. Designação medieval do Yoga Clássico de Patañjali.
sadhana
“Meio de realização”. Caminho espiritual que conduz à perfeição (siddhi); prática cotidiana de Yoga.
samadhi
“Iluminação”. Objetivo final do Yoga. Mais do que um estado, o samadhi é uma “área de conhecimento” que abrange diversos graus de hiperconsciência. É a oitava e última parte do Ashtanga Yoga. O êxtase ou união no qual o meditador se une ao objeto de meditação.
samsara
Existência condicionada. Designa a experiência do mundo como algo instável, contingente e volúvel. O objetivo do Yoga é libertar o indivíduo.
samskara
As raízes profundas dos condicionamentos humanos, de caráter kármico e inato.
sankalpa
“Construção mental”. Resolução interior, técnica de mentalização utilizada para desenvolver, unificar e direcionar a força do pensamento.
santosha
Contentamento. Um dos cinco niyamas.
sat-sanga
A prática de freqüentar a boa companhia dos sábios, santos, adeptos realizados e seus discípulos.
satya
Verdade. Um dos cinco yamas, consiste em fazer coincidir pensamentos, palavras e atos. 
shakti
Poder, energia. A Realidade suprema em seu aspecto feminino. 
shala
Escola ou sala de Yoga.
shanti
Paz.
siddhi
Perfeição. São poderes paranormais que advêm como resultado do samadhi
soma
Seiva da imortalidade cuja ingestão ritual forma parte central do culto védico. 
Surya
Sol.
svadhyaya
Estudo de si próprio e das escrituras. Um dos cinco niyamas.
swami
Mestre de si próprio, aquele que atingiu o grau do não-condicionamento. Título respeitoso dado aos iniciados no Yoga.
Tantra
A tradição do Tantrismo, que tem por centro o aspecto shátkico da vida espiritual.
tapas
“Calor”. Auto-superação, mérito, dever. Um dos cinco niyamas do Yoga Clássico. Consiste em transcender pela força de vontade as limitações naturais.
trataka
“Fixação”. Uma das seis ações (shatkarma), é o grupo de exercícios de fixação ocular, que servem para limpar e tonificar os músculos e nervos ópticos, assim como para descansar a vista.
ujjayi
“Respiração vitoriosa”, com um som característico produzido pela contração da glote. 
Upanishad
Tipo de texto sagrado que representa a última parte da revelação hindu, de onde vem a designação Vedanta (fim do Veda).
vairagya
Desapego do fruto das ações.
vayus
Os “ares vitais” são os diferentes comprimentos de onda que assumem a força vital, de acordo com a direção predominante de sua circulação.
Vedas
“Conhecimento, ciência sagrada”. O conjunto dos conhecimentos sagrados contidos nos quatro hinários védicos que constituem a própria fonte original do hinduísmo: Rig-Veda, Yajur-Veda, Sama-Veda e Atharva-Veda.
yama
As cinco proscrições já citadas: ahimsasatyaasteyabrahmacharya aparigraha
yantra
Desenho geométrico que representa o corpo da divindade em que se medita, usado para a meditação.
Yoga
“União”. A disciplina unitiva pela qual se busca a liberdade eterna.
Yoga Sutra
A compilação de aforismos de Patañjali que constitui a fonte do Raja Yoga, também chamado de Yoga Clássico.
 yogi
Praticante de Yoga; quem vive em Yoga.
yogini
Feminino de yogi.
 yuga
“Era”. Uma divisão do tempo.

Fontes:
Dicionário de Yoga, Pedro Kupfer;

Uma visão profunda do Yoga, Georg Feuerstein;

O coração do Yoga, T. K. V. Desikachar;


Defesa Energética


Defesa Energética


Todos nós sabemos que as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano. Elas nos alcançam em qualquer lugar do planeta. Mas, podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências. Abaixo segue seis dicas para começar a combatê-las.

1. NÃO TEMER NINGUÉM
Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o 
medo. Sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques. Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, temer significa não acreditar em si mesmo e em seus potenciais; temer significa falta de fé.
O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis às forças externas. Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso. Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA
Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem. Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura (campo de força) vulnerável ao agressor. A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade. Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas. Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido.. Sustente as suas vitórias sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA
Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio. Enfrente a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido. Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso. Em vez de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente? Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem? Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva de vítimas? Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO
A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a “Auto-Obsessão”.
A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem pautadas pelo respeito mútuo. Mas grande parte dos problemas existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos.
“Auto-Obsessão” significa não se gostar, não se apoiar, se autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós. Auto-obsediar-se é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros.
Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível. A força interior é nossa maior defesa.

5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS
As flechas não alcançam o céu. Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros.
Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam. Essa é a melhor forma de criar “incompatibilidade” com as forças do mal. Lembrem-se: energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS
As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a mente e o coração. Mantenha ambos sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, e fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas.
Evite lugares densos e de baixo nível. Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida. O mesmo vale para as leituras, programas de televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível.




Namastê!

visite nossa loja:

www.templodeluxor.com.br
Defesa Energética


Todos nós sabemos que as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano. Elas nos alcançam em qualquer lugar do planeta. Mas, podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências. Abaixo segue seis dicas para começar a combatê-las.

1. NÃO TEMER NINGUÉM
Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o
medo. Sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques. Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, temer significa não acreditar em si mesmo e em seus potenciais; temer significa falta de fé.
O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis às forças externas. Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso. Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.

2. NÃO SINTA CULPA
Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem. Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura (campo de força) vulnerável ao agressor. A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade. Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas. Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido.. Sustente as suas vitórias sempre!

3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA
Nem sempre adotar uma postura defensiva é o melhor negócio. Enfrente a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido. Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso. Em vez de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente? Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem? Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva de vítimas? Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.

4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO
A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a “Auto-Obsessão”.
A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma idéia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem pautadas pelo respeito mútuo. Mas grande parte dos problemas existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos.
“Auto-Obsessão” significa não se gostar, não se apoiar, se autoboicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós. Auto-obsediar-se é não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros.
Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível. A força interior é nossa maior defesa.

5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS
As flechas não alcançam o céu. Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros.
Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam. Essa é a melhor forma de criar “incompatibilidade” com as forças do mal. Lembrem-se: energias incompatíveis não se misturam.

6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS
As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a mente e o coração. Mantenha ambos sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, e fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas.
Evite lugares densos e de baixo nível. Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida. O mesmo vale para as leituras, programas de televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível.

Inhame: inhame, inhame.... inhaaaaammmmme!!!


BENEFÍCIOS DO INHAME

*O INHAME AJUDA NO CONTROLE DE PESO

Os hidratos de carbono e a fibra do Inhame retardam a taxa com que os açúcares são liberados e absorvidos pela corrente sanguínea.
Além disso, porque o Inhame é rico em fibras, quando ingerido dá uma sensação de saciação. E mais uma vantagem, o inhame é uma boa fonte de manganésio, um mineral que ajuda no metabolismo dos hidratos de carbono e é um co-fator de várias enzimas importantes na produção de energia e de defesas antioxidantes.

*O INHAME LIMPA O SANGUE

É um dos alimentos medicinais mais eficientes que se conhece: faz muitas impurezas do sangue saírem através da pele, dos rins, dos intestinos. No começo do século já se usava elixir de inhame para tratar sífilis.

*O INHAME REDUZ O RISCO DE DOENÇA CARDÍACA 

O Inhame é uma boa fonte de vitamina B6. A vitamina B6 é necessária para o corpo a eliminar uma substância chamada homocisteína, que pode danificar as paredes dos vasos sanguíneos. Uma ingestão frequente de vitamina B6 reduz o risco de doença cardíaca.
O Inhame é uma boa fonte de potássio, um mineral que ajuda a controlar a pressão arterial. A baixa ingestão de alimentos ricos em potássio, especialmente quando combinada com uma alta ingestão de sódio pode provocar hipertensão.

*FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO

Os médicos orientais recomendam comer inhame para fortificar os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico.

*O INHAME AJUDA CONTRA ESPASMOS 

Seus usos tradicionais incluem o tratamento de cólicas, espasmos musculares, asma. As suas propriedades Antiespasmódicas e anti-inflamatórias tornam-o útil para tratar cãibras no estômago.

*EVITA MALÁRIA, DENGUE, FEBRE AMARELA

A presença do inhame no sangue permite uma reação imediata à invasão do mosquito, neutralizando o agente causador da doença antes que ele se espalhe pelo corpo. Aldeias inteiras morreram de malária depois que as roças de inhame foram substituídas por outros plantios.

*O INHAME AJUDA NA MENOPAUSA

Muitos consumidores têm encontrado produtos no mercado de inhame selvagem ou de extractos de inhame selvagem, como substâncias que podem ajudar a proporcionar uma alternativa natural para reposição hormonal em mulheres que tenham atingido a idade da menopausa. 
Muitos desses produtos são fornecidos na forma de cremes que podem ser aplicados topicamente. 

Também gostaríamos de acrescentar algumas informações sobre o inhame e a vitamina B6. A vitamina B6 tem sido um suplemento popular que diz respeito ao síndroma pré-menstrual (SPM) em mulheres, especialmente em conjunto com a depressão que pode ser desencadeada pela SPM. 
Uma xícara de inhame em cubos cozidos contém 15,5% do valor diário da vitamina B6, e consideramos o inhame como uma "boa" fonte de vitamina B6 por este motivo.


SUGESTÃO DE CONSUMO:

SUCO - Bata no liquidificador 1 inhame cru para cada copo de leite. O inhame só precisa estar descascado e cortado em rodelas (para facilitar). O leite pode ser gelado. Adoce a gosto.

Cru - Salada de inhame - Rale e tempere com sal marinho e limão ou com molho de soja. É muito forte. (Se der coceira nas mãos na hora de descascar, passe um pouco de óleo ou lave com água bem salgada.)

PURÊ DE INHAME - Depois de cozinhar os inhames no vapor ou na água, solte a casca e amasse com um garfo; junte um pouquinho de manteiga e de sal marinho, ou molho de soja, e misture bem. Só precisa ir ao fogo de novo se for para esquentar.

ENGROSSANDO O CALDO - Cozinhe um ou dois inhames junto com o feijão, que eles desmancham e o caldo fica bem grosso.


FONTE: http://nutrymania.blogspot.com.br/2011/05/tenha-sempre-o-inhame-em-sua-mesa.html

FONTE:http//correcotia.com/inhame/
BENEFÍCIOS DO INHAME

*O INHAME AJUDA NO CONTROLE DE PESO

Os hidratos de carbono e a fibra do Inhame retardam a taxa com que os açúcares são liberados e absorvidos pela corrente sanguínea.
Além disso, porque o Inhame é rico em fibras, quando ingerido dá uma sensação de saciação. E mais uma vantagem, o inhame é uma boa fonte de manganésio, um mineral que ajuda no metabolismo dos hidratos de carbono e é um co-fator de várias enzimas importantes na produção de energia e de defesas antioxidantes.

*O INHAME LIMPA O SANGUE

É um dos alimentos medicinais mais eficientes que se conhece: faz muitas impurezas do sangue saírem através da pele, dos rins, dos intestinos. No começo do século já se usava elixir de inhame para tratar sífilis.

*O INHAME REDUZ O RISCO DE DOENÇA CARDÍACA

O Inhame é uma boa fonte de vitamina B6. A vitamina B6 é necessária para o corpo a eliminar uma substância chamada homocisteína, que pode danificar as paredes dos vasos sanguíneos. Uma ingestão frequente de vitamina B6 reduz o risco de doença cardíaca.
O Inhame é uma boa fonte de potássio, um mineral que ajuda a controlar a pressão arterial. A baixa ingestão de alimentos ricos em potássio, especialmente quando combinada com uma alta ingestão de sódio pode provocar hipertensão.

*FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO

Os médicos orientais recomendam comer inhame para fortificar os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico.

*O INHAME AJUDA CONTRA ESPASMOS

Seus usos tradicionais incluem o tratamento de cólicas, espasmos musculares, asma. As suas propriedades Antiespasmódicas e anti-inflamatórias tornam-o útil para tratar cãibras no estômago.

*EVITA MALÁRIA, DENGUE, FEBRE AMARELA

A presença do inhame no sangue permite uma reação imediata à invasão do mosquito, neutralizando o agente causador da doença antes que ele se espalhe pelo corpo. Aldeias inteiras morreram de malária depois que as roças de inhame foram substituídas por outros plantios.

*O INHAME AJUDA NA MENOPAUSA

Muitos consumidores têm encontrado produtos no mercado de inhame selvagem ou de extractos de inhame selvagem, como substâncias que podem ajudar a proporcionar uma alternativa natural para reposição hormonal em mulheres que tenham atingido a idade da menopausa.
Muitos desses produtos são fornecidos na forma de cremes que podem ser aplicados topicamente.

Também gostaríamos de acrescentar algumas informações sobre o inhame e a vitamina B6. A vitamina B6 tem sido um suplemento popular que diz respeito ao síndroma pré-menstrual (SPM) em mulheres, especialmente em conjunto com a depressão que pode ser desencadeada pela SPM.
Uma xícara de inhame em cubos cozidos contém 15,5% do valor diário da vitamina B6, e consideramos o inhame como uma "boa" fonte de vitamina B6 por este motivo.


SUGESTÃO DE CONSUMO:

SUCO - Bata no liquidificador 1 inhame cru para cada copo de leite. O inhame só precisa estar descascado e cortado em rodelas (para facilitar). O leite pode ser gelado. Adoce a gosto.

Cru - Salada de inhame - Rale e tempere com sal marinho e limão ou com molho de soja. É muito forte. (Se der coceira nas mãos na hora de descascar, passe um pouco de óleo ou lave com água bem salgada.)

PURÊ DE INHAME - Depois de cozinhar os inhames no vapor ou na água, solte a casca e amasse com um garfo; junte um pouquinho de manteiga e de sal marinho, ou molho de soja, e misture bem. Só precisa ir ao fogo de novo se for para esquentar.

ENGROSSANDO O CALDO - Cozinhe um ou dois inhames junto com o feijão, que eles desmancham e o caldo fica bem grosso.

FONTE:http//correcotia.com/inhame/


Sorvete de Inhame

500 g de inhame descascado e cozido em água
2 latas de leite condensado
500 ml de creme de leite fresco (natas)
1 colher (sobremesa) de baunilha

Bata no liquidificador: 500 g de inhame descascado e cozido em água, 2 latas de leite condensado, 500 ml de creme de leite fresco e 1 colher (sobremesa) de baunilha.

Coloque num recipiente plástico e leve ao freezer. Deixe de um dia para outro. Depois de congelado, deixe um tempo a temperatura ambiente antes de consumir.

Pode-se acrescentar frutas da época como banana, morangos, geléia ou chocolate, ou que for de sua preferência.

Saudável e delicioso.

domingo, 24 de março de 2013

Mantras das 33 manifestações de Kuan Yin

Principais Mantras das 33 manifestações de Kuan Yin:

01.NA-MO YANG LIU KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que segura a árvore chorona.


02. NA-MO LUNG T'OU KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da cabeça de dragão.


03. NA-MO CH'IH CHING KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que contém os ensinamentos.


04. NA-MO YUAN KUANG KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da completa luz.


05. NA-MO YU HSI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da alegria e do humor.


06. NA-MO PAI YI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin do manto sagrado.


07. NA-MO LIEN WO KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que está sentada numa flor de lótus.


08. NA-MO LUNG CHIEN KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que está na queda-d’água ou na cachoeira.


09. NA-MO SHIH YAO KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que dá remédios.


10. NA-MO YU LAN KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da cesta de peixes.


11. NA-MO TE WANG KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin, o rei do mérito.


12. NA-MO SHUI YUEH KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da lua e da água.


13. NA-MO I YEH KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin de uma folha.


14. NA-MO CH'ING CHING KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da garganta azul.


15. NA-MO WEI TE KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome da poderosa e virtuosa Kuan Yin.


16. NA-MO YEN MING KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que dá vida (longevidade).



17. NA-MO CHUNG PAO KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin de vários tesouros.


18. NA-MO YEN HU KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin caverna rochosa.


19. NA-MO NENG CHING KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que acalma.


20. NA-MO A-NOU KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Anu Kuan Yin.


21. NA-MO A-MO-TI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin a destemida.


22. NA-MO YEH I KUAN YIN.c

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin do manto de folhas.


23. NA-MO LIU LI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Vaidurya.


24. NA-MO TO-LO KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin Mãe da salvação.


25. NA-MO KE LI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da ostra.


26. NA-MO LIU SHIH KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin das seis horas.


27. NA-MO P'U PEI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin universalmente compassiva.


28. NA-MO MA LANG FU KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin esposa de Ma-Lang.


29. NA-MO HO CHANG KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da oração.


30. NA-MO I JU KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da unidade.


31. NA-MO PU ERH KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da não-dualidade.


32. NA-MO CH'IH LIEN HUA KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin que segura o lótus.


33. NA-MO SA SHUI KUAN YIN.

Homenagem ao sagrado nome de Kuan Yin da água pura.