Ciclo Venusiana e Osíris, segundo Ana Sílvia em www.obsedianamx.com

2004-2012 Ciclo de VÊNUS 
e o amortecedor de obsidiana Ana Silvia Serrano www.obsidianamx.com 
Caros amigos: viemos a experiência de um fenômeno astrológico e astronômico que não é repetido até 2117, de acordo com estimativas. Este fenômeno é a passagem de Vênus ao sol. Fenômenos astrológicos afetam os seres humanos e em toda a galáxia, como nós estamos prontos. Se não tivermos em conta este movimento de energia de grande intensidade, este mesmo nos levar-nos!
Por isso é aconselhável para olhar o que as estrelas e as estrelas nos enviam como tarefa planetária a vibrar em freqüências que envolvem essas mudanças mas que acontecerá a ser magníficas oportunidades de progresso na vida de ser.
A passagem de Vênus pelo sol, envolve a morte e o renascimento da nossa energia pessoal, coletiva e universal. É a oportunidade de concluir ciclos, pendentes, crenças, experiências, experiências, ouso dizer, que está mudando o que os maias chamado "um cartucho do tempo", ou blocos de tempo que contêm uma freqüência de experiências e tem a oportunidade de ser modificada, alterada, transformada e transmutada, para aqueles que entendem a questão da energia e o sistema de energia humana.
No meu mundo, nosso mundo, o mundo do frasco de absorção de obsidiana, que nos falam do nosso inconsciente (mas também do inconsciente dos "outros" = inconsciente coletivo) há absorvente que nos não permitem conectar-se com esta passagem, que nos leva a concluir ciclos que têm nenhuma validade mais para nos dar a oportunidade de ciente de "revival" em outros órgãos superiores, de consciência. Neste caso (como ela já está trabalhando o caso do eclipse de anulação) o trabalho é realizado com SETH, o phalo de obsidiana. SETH, era irmão de OSÍRIS (representando o desmembramento da energia feminina em homens e mulheres) no Egito antigo e quem dá a morte pelo poder. Ele é quem desaparecer "mata" seu irmão e (mítica) representa o surgimento de um novo sistema de pensamento: o Patriarcado.
SETH, é uma geometria que é usada para nível de anal, onde reside a origem da criação, produção, relatórios provenientes do útero. Para Casilda Rodriganez, que é onde reside a ferida"primária" que se manifesta na falta de amor materno. Formuladas neste patriarcal memória e instituições patriarcais alimentam com falsas crenças como: "No momento do nascimento é já pecador" ou "parirás com dor". Estes, não só bloquear o modo de vida harmoniosa, mas que eles semear a falta de amor, insegurança, agressividade e medo.
Neste momento planetário abre um vórtice de energia que nos permitirá libertar estes relatórios (mais importantes) de matar essas falsas crenças que SETH dissolver, como este, "devasta o devastado" e permitir-nos ser REBORN em um novo sistema de crenças, pelo menos continuar trabalhando e semear estas sementes novamente ascensão e abordagem ao amor.
Em seguida, é recomendável o uso de SETH (nível anal) para a recepção desse trânsito planetário e nós não podemos passar como oportunidade para semear as sementes de um novo sistema de crenças ou melhor dito, a recuperação das verdadeiras crenças (que as sacerdotisas plantadas em outros momentos) que uma vez que o Patriarcado whrite.
Para complementar este trabalho e fortalecer a transmutação desta morte e renascimento, sugiro o acompanhamento com a borboleta de obsidiana, que deve ser fluida e ativado de acordo com as instruções de utilização para este repensar e ressurgimento. A borboleta representa a transmutação, morte e a emergência da nova vida, a beleza, a alegria, o amor (a lagarta).
Se você quiser fazer uma preparação prévia, você pode colocar IXTLI disco de obsidiana, chakra do nível 5, garganta, que este registro "aberto" de vidas passadas desta vida a libertação de energia da autoridade do pai, da rígida e estabelecida e o efeito disso será não só sentindo para ser capaz de deixar ir, mas também separarDIVISÃO e conseguir incorporaram essa energia que foi cortada pelo Patriarcado planetário.
Lembre-se que deve ser limpo antes de geometrias em água com sal marinho e fazer o upload para a Lua (ou carregar do nosso consciente com o raio violeta).
DEIXE-NOS FAZER NOSSAS VIDAS QUE REALMENTE QUEREM E NÃO QUE DEVEMOS IMPOR UM MANIFESTO DE TRAVES NESTA ENERGIA E OPORTUNIDADE ESPIRITUAL.
Um abraço do coração Ana Silvia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JALAPALHO Extrato de Alho com Aguardente Alemã (EXTRATO DE JALAPA)

OSÍRIS - Ovos de Obsediana

Cheiro de Buceta